quarta-feira, fevereiro 08, 2012

Anoitece de Quim Trovador

Boa noite, a partir de hoje irei publicar aqui uns poemas de um querido amigo. Espero que gostem tanto como eu :)


«« ANOITECE »»

Anoitece !
Não há luz do dia. No horizonte distante fiana-se o dia .
Não há regresso à cabana dos sonhos eróticopoéticos.
Há paredes cruelmente nuas, sem portas nem janelas ...
Não há candeia sobre a mesa, nem bruxeleantes velas .

Queria escrever uma triste e longa poesia,
mas, a escuridão da alma, a mente vazia,
não tem história , nem musa p'ra fazê-la .

" Felizes os que não têm história "
Dizia El-Rei, o da Boa-memória.

Mas, eu tenho-a ! A memória,
e, a longa insana história ...
Será que a quero contar ou olvidar?
Diluí-la no pensamento,
aguardando que o tempo,
a faça regredir aos tempos de outrora,
em que havia o alvor da aurora,
e sonhos de luxúria sem fim;
em que havia floridas primaveras,
anseios, desejos , quimeras ...
... e noites a cheirar a jasmim ?


Não !

Somente, em mim anoitece ...
Sem luz de vela ou de candeia ,
em cima da minha rude mesa ,
a alma poética escureceu,
e o poema morreu !


" Quim Trovador "


2 comentários:

  1. Obrigado pela publicação de meus poeminhas . Com carinho , Joaquim Oliveira ( Quim Trovador )

    ResponderEliminar