Nacionalmente Bom

Autores Portugueses

Estrelas Em Contos

Opiniões de Contos

eBooks

Leitura Digital

Crónicas de Uma Desastrada

Sou uma Desgraça de Metro e Meio

Publicações de Li

Opiniões entre outras estrelinhas

Autores do Brasil

Divulgação e Opinião

quarta-feira, junho 24, 2015

O Principezinho de Antoine de Saint-Exupéry [BOOKSMILE]

112 pp  
8,79€ 
9+ 
É um clássico que povoa o imaginário de crianças e adultos há largas gerações. Esta é a história fantástica de um aviador que, em pleno deserto, conhece um principezinho de cabelos dourados que lhe conta a sua incrível viagem pelo espaço antes de ter aterrado na Terra. Mas mais do que a história enternecedora do pequeno príncipe que se libertou do pequeno asteroide onde vivia, esta obra é uma alegoria sobre a condição humana. A sua leitura nunca se esgota: os anos passam mas sempre que o leitor a relê encontra novos significados para as suas palavras.
Este livro, de acordo com a edição original de 1943, é ilustrado com as aguarelas do autor e conta com uma nova e cuidada tradução da escritora Ana Saldanha, que reflete fielmente a beleza e a poesia do texto original, e com prefácio do escritor Álvaro Magalhães.
Leitura recomendada para o 6.º ano, com guião de leitura incluído para apoio a alunos e professores.


Setenta anos após o desaparecimento de Antoine de Saint-Exupéry, O Principezinho é um clássico incontornável da literatura infantil, e como tal, uma leitura indispensável a todos os leitores – pequenos e crescidos. A Booksmile traz agora ao público a edição da capa azul, uma nova edição com tradução de Ana Saldanha e prefácio de Álvaro Magalhães.


Ana Saldanha nasceu no Porto, em 1959. É licenciada em Línguas e Literaturas Modernas (Português e Inglês) e tem o mestrado em Literatura Inglesa pela Universidade de Birmingham. É atualmente leitora de Português na Universidade de Glasgow.
É autora de livros para crianças e jovens, entre eles Ninguém Dá Prendas ao Pai Natal O Romance de Rita R. É uma das vozes mais promissoras do panorama nacional. Ganhou o Prémio Literário Cidade de Almada com o romance Círculo Imperfeito e também se tem dedicado à tradução. O Pintassilgo, de Donna Tartt, e Um Longo Caminho para a Liberdade, de Nelson Mandela, são duas das obras que traduziu.

Antoine de Saint-Exupéry (Lyon, 28 de junho de 1900 — Mar Mediterrâneo, 31 de julho de 1944), terceiro filho do conde Jean Saint-Exupéry, desde tenra idade revelou especial interesse pela aviação. Após uma passagem pela Escola de Belas Artes, onde estudou Arquitetura, ingressou no serviço militar, e recebeu treino como piloto. Bateu recordes de velocidade e desafiou os limites da segurança, mas foi ao serviço da Força Aérea francesa, numa missão de reconhecimento em 1944, que acabou por desaparecer ao largo da Córsega.
Das obras que escreveu, destacam-se Voo Noturno (1931) e Terra dos Homens (1939), valendo-lhe este último os prémios da Academia Francesa para Romance e o National Book Award nos Estados Unidos da América. Foi no entanto O Principezinho (1943) que o elevou ao estatuto de autor de um dos maiores clássicos da literatura, hoje traduzido em quase duas centenas de línguas.
Em 2004, os destroços do avião que pilotava foram encontrados a poucos quilómetros da costa de Marselha. Mas o seu corpo jamais foi encontrado, deixando assim envolto em mistério o desaparecimento de Antoine de Saint-Exupéry.
A sua vida, ao mesmo tempo romântica e heroica, está contada no livro Antoine de Saint-Exupéry – Vida e Morte do Principezinho (ed. Vogais).

Compras na BOOKSMILE na F.L.L

Boa Noite Estrelinhas!

Confesso que já era para ter feito esta publicação já algum tempo... mas... o que fazer, não é?
No Dia 10 de Junho, foi o encontro da fãs do meu outro Blogue Irmandade da Adaga Negra Portugal. E nada melhor do que juntar fãs de uma saga e ir aproveitar o Feriado assim como a Feira do Livro em Lisboa.

Confesso, não fiz nenhuma compra para mim, com muita tristeza minha, mas com tanta correria para hospitais e medicações e bla bla bla, as finanças andaram em baixo...mesmo lá em baixo. Como a minha cunhada mais nova foi comigo, obviamente fui até à banca da BOOKSIMLE e ela aproveitou logo para fazer uma comprinha, o Diário de Um Vampiro Banana 2 eu impingi-lhe outro livro, Os Gémeos vão a Guerra a Sra. muito simpática [Desculpem, mas não sei o nome] alertou-me para a promoção do leve 4 e pague 3, nem pensei duas vezes e como sou macaca também, perguntei-lhe qual seria o melhor livro para uma criança de 8 ano que NÃO gosta de ler, neste caso.... o meu filho.

A Sra. sorriu e sugeriu-me um, O Bando das Cavernas, ao qual eu já tinha feito a divulgação aqui no blog [relembro que a maioria das divulgação são enviadas pelas editoras], admito que inicialmente fiquei um pouquinho na duvida, mas o que tinha a perder? Nada não é? E trouxe comigo o Primeiro e Segundo Volume, o bónus? o Autor Nuno Caravela estava presente a dar autógrafos! Aproveitei logo para o meu filhote ter o primeiro livro dele autografado! Troquei ainda umas palavrinhas com o Sr. Nuno, devo dizer que é Sr. muito simpático e atencioso.

Eu sou pequenina é verdade, mas estão a ver quando se aproximam da mesa para receberem o autografo no livro e olham para vocês com um ar curioso? A minha primeira reacção foi.... Não é para mim, é para o meu filho... meu deus senti-me tão inteligente... e se fosse para mim? Eii ainda habita uma criança em mim ora essa! Mas pronto não há dia que eu não tenha uma "saída" infeliz eheheh

Mas voltado ao que interessa, o primeiro livro trazia uma oferta, um osso...isso mesmo minha gente... um osso... não verdadeiro...de plástico que no fundo.... é uma caneta! Quando o Sr. Nuno me disse o que era senti-me uma criança, interiormente até pensei... vou ficar com ela! Mas.... o meu filho já a tem na sua possa, saltou, gritou, correu e fez 30 por um linha.... eu já disse que ele tem uma paixão por ossos? Não? Pois é, o meu filho tem, para ele qualquer osso que encontre é um osso de dinossauro.... vá-se lá entender porquê.


Ele ficou muito contente com os livros quando lhe mostrei, mas mais com a caneta/osso, mas quando eu disse: Olha filho, está assinado por dentro... E ele diz: Oh mãe, mas porque escreveste no livro? E eu: Não fui eu filhote, foi o autor deste livro, ele fez uma cara estranha e eu apressei-me a explicar, o autor é a pessoa que escreve a história de um livro, é o pai ou mãe das histórias. E ele: Uau mãe, então o Sr. que escreveu esta história e amostra-me as páginas, é que assinou o meu livro? E eu respondi Sim filho, isso mesmo. E ele faz uma pausa e de repente.... Bué fixe mãe!!!! Tenho um livro autografado pelo pai do livro! E nisto sai disparado de casa, aos gritos a dizer que tem um livro autografado!! Não o critico... eu fiz quase o mesmo quando tive o meu primeiro livro autografado, condenem-se se quiserem, mas ter um livro autografado pelo autor, faz o livro ainda mais precioso e único!



Ok, é sempre maravilhoso ver este entusiasmo, mas querem saber o que eu não estava a espera? Chegada a hora de jantar, vou para chamar o meu pestinha para jantar e......... PAROU TUDO!!!!!!!

Ele estava sentado no sofá...... a.... ler... e eu fiquei de queixo caído! Ele iniciou uma leitura por ele mesmo, sem eu mandar, sem nada! Simplesmente ele estava agarrado ao livro, a ler e as gargalhadas!!! Foi a visão mais linda que tive.

Não posso dizer que ele já terminou o livro, nada disso, ainda vai na página 49 do primeiro livro. Mas eu nem preciso dizer nada, ele pega e vai lendo aos poucos.... para uma criança que não gosta de ler, que tem dificuldades na leitura, na fala por vezes vê-se um pouco atrapalhado [não diz os L's e os R's correctamente] isto foi o grande passo, e devo dizer que estou bastante orgulhosa do meu filho e ele já me disse, mãe... eu quero os outros livros. Obviamente...quando ele terminar de ler aqueles dois eu compro mais dois.

Estou tão orgulhosa do meu filhote! Saber que fiz uma boa compra e que não é para ter mais dois livros a "morrer" na estante é maravilhoso!

Portanto sugiro como mãe, as restantes mães, que se vêem na mesma situação que eu... Um/a filho/filha que não gosta de ler... Não têm nada a perder, mas muito a ganhar!

Boas Leituras

Escravas do Poder de Lydia Cacho [ELSINORE]

«És puta e drogada. Achas que a polícia vai acreditar em ti ou em mim, um empresário de sucesso?»

Esta e outras perguntas são lançadas no livro Escravas do Poder da premiada jornalista mexicana Lydia Cacho. Um livro sobre um negócio que prospera sem olhar a fronteiras, raças ou recessões – o negócio do tráfico humano. Da Turquia ao Japão, da Palestina ao Camboja, do Reino Unido ao México, o tráfico humano atravessa o mundo inteiro, invisível aos cidadãos e ignorado por políticos que fingem não ver — ou que dele também dependem.

Estima-se que cerca de 80 por cento das vítimas do tráfico são entregues à prostituição. Num trabalho de investigação excecional que se prolongou por vários anos, Lydia Cacho desmascara os criminosos e acompanha o rasto das vidas por eles destroçadas.

Em Escravas do Poder, livro editado pela Elsinore, chancela da 20l20 Editora (320 pp l 19,99€ l à venda a 29 de junho), falam na primeira pessoa traficantes de droga e de armas, mafiosos e proxenetas, além das próprias cativas que conseguiram escapar ao carrossel do tráfico. Relato desassombrado das ligações tentaculares do tráfico sexual a um sem-número de indústrias — o turismo, a pornografia, o contrabando, a venda de órgãos e o terrorismo —, tudo depende desta rede global e sem lei, e todos pagamos sem saber o preço destas vidas.



«Lydia Cacho tem medo? A pergunta pode ser óbvia, mas a resposta não.» - The Guardian
«Um corajoso trabalho de investigação.» The Washington Post

Lydia Cacho nasceu no México em 1963 e é uma das mais famosas jornalistas de investigação da actualidade. A sua coragem e a qualidade do seu trabalho têm-lhe valido inúmeros prémios internacionais, de que são exemplo o título de Cavaleira de Honra da Legião Francesa ou o Prémio Olof Palme de 2011, atribuído ex-aequo a Lydia Cacho e Roberto Saviano, pelo papel no combate contra a insegurança e a injustiça no mundo.


Inspirada por Elsinore, geografia literária por excelência, a 20|20 Editora continua a apresentar a sua nova chancela, desta vez no território da não-ficção. De vocação literária, sem fronteiras de género, região ou época, a Elsinore publica, em 2015, 11 títulos de referência e autores que é urgente descobrir.

Escravas do Poder é o terceiro título Elsinore, depois de Lorde, de João Gilberto Noll, e A Eterna Demanda, de Pearl S. Buck. Segue-se Na Presença de Um Palhaço, de Andrés Barba, nas livrarias a 6 de julho.​ 


Tom Gates Cenas Mega Especiais [BOOKSMILE]

Tom Gates 6 Cenas Mega Especiais (Népia) 
Booksmile 
264 pp 
13,29€ 
9+

Por causa de uma tempestade de neve, a escola fechou por um dia. YEAH! PENA que vou ter de o passar com o Marcus (que é um chato).

Os fósseis vão fazer anos de casados, e o tio Kevin acha BOA ideia oferecermos uma FOTOGRAFIA da família (o que NÃO é, para mim, um presente de jeito).

A Delia também não gostou, e por isso está amuada (que é o seu estado normal).


Mais uma aventura de Tom Gates, a versão inglesa de Greg, a estrela de O Diário de um Banana.


As Férias Grandes já começaram e nada como bons livros para entreter nos tempos livres entre a praia, o campo, os passeios, as sestas, as atividades e as brincadeiras. Tom Gates é o companheiro ideal para estes dias.

Esta coleção de Liz Pichon é vencedora dos principais prémios britânicos da literatura infantil e tem recebido excelentes críticas da imprensa nacional e internacional. Super divertido e carregado de ilustrações, estes livros vão, seguramente, fazer as delícias das crianças neste verão.





Liz Pichon estudou design gráfico em Londres e foi diretora de arte numa empresa discográfica. Já como freelancer, a autora decidiu dedicar-se aos livros para os mais pequenos. Apenas como ilustradora na fase inicial desta nova carreira, Liz arrecadou prémios com os seus originais desenhos, inclusive nos EUA. Só depois se lançou na escrita.


A coleção já recebeu os principais prémios britânicos da literatura infantil, entre os quais o Red House Children’s Book Award, o Roald Dahl Funny Prize, e o Watertones Children’s Book Prize.

Amor Cruel de Colleen Hoover [TOPSELLER]

288 pp 
16,99€


SINOPSE

Depois de se conhecer o lado cruel do amor, será possível viver um amor verdadeiro?

Tate é enfermeira e muda-se para São Francisco, para casa do irmão Corbin, para estudar e trabalhar. Miles é piloto-aviador e mora no mesmo prédio de Corbin. Depois de se conhecerem de forma atribulada, Tate e Miles acabam por se aproximar e dar início a uma relação exclusivamente física. Para que esta relação exista, Miles impõe a Tate duas regras: «Não faças perguntas sobre o meu passado. Não esperes um futuro.»

Tate aceita o desafio de manter uma relação distante, sem nenhum compromisso, nem sequer o da amizade. A relação alimenta-se assim da atração mútua entre os dois. Miles nunca fala de si nem do seu passado, e comporta-se perante Tate de acordo com as regras que ele definiu. Será Miles capaz de desvendar o que se esconde por detrás desta necessidade tão grande de se distanciar emocionalmente dos outros?


«Colleen Hoover constrói um mundo surpreendente de dois jovens que descobrem o amor maduro.» Booklist
«Só Colleen Hoover tem a capacidade de incluir tanto esplendor num romance.» - Jamie McGuire, autora bestseller



Colleen Hoover, autora de Um Caso Perdido e de Uma Nova Esperança, regressa às livrarias portuguesas com o livro-sensação que catapultou a autora para o top do Goodreads Choice Awards de 2014: Amor Cruel 

O livro está a ser adaptado ao cinema, com Nick Bateman no principal papel. Tem estreia prevista para 1 de fevereiro de 2016, e promete ser um concorrente de peso ao segundo filme de Fifty Shades of Grey, tendo já conquistado milhões de fãs e a crítica.



SOBRE A AUTORA

Collen Hoover já atingiu o 1.º lugar no top de vendas do New York Times e comoveu muitas leitoras com os seus onze livros publicados, incluindo Um Caso Perdido (Hopeless) Uma Nova Esperança (Hope), publicados em Portugal pela Topseller. Os seus livros já foram traduzidos para cerca de 30 línguas.

Colleen Hoover trabalhou nos Serviços de Proteção a Crianças, antes de voltar aos estudos para concluir a sua formação em Educação Especial e Nutrição Infantil. 


YOGA GIRL DE Rachel Brathen [NASCENTE]

Yoga Girl 
Nascente 
176 pp 
17,69€


«Estou aqui para partilhar convosco o grande segredo para alcançarem a felicidade e o equilíbrio na vossa vida, ao estilo yogi.»

A sueca Rachel Brathen, conhecida como Yoga Girl, é um verdadeiro fenómeno no mundo do yoga, tendo já conquistado mais de um milhão de seguidores no Instagram. Neste livro, Rachel partilha com os leitores a sua inspiradora história de vida: da adolescência conturbada e autodestrutiva que passou na Suécia à vida feliz e equilibrada numa ilha paradisíaca das Caraíbas, tudo conseguido graças ao yoga e à meditação.

Recheado de fotografias de Rachel a praticar yoga em locais maravilhosos, bem como de sugestões de posturas de yoga, ilustradas e explicadas passo a passo, este é o livro ideal para quem acha que está na hora de curar corpo e mente. Rachel oferece-lhe ainda um conjunto de receitas saudáveis, frescas e deliciosas, e pequenas dicas práticas para o dia a dia. O yoga mudou a vida de Rachel. Mude Também a sua!

Aprenda com a Yoga Girl a:

Abraçar o mundo como uma aventura diária • Aceitar o passado e viver o presente • Seguir os seus sonhos e a sua intuição sem medos • Receber as oportunidade de coração aberto • Amar o seu corpo e a sua alma tal como são.


Rachel Brathen é a instrutora de yoga mais conhecida em todo o mundo. Nascida na Suécia, teve o seu primeiro contacto com o yoga aos 17 anos, durante umas férias na Tailândia. Depois de terminar o ensino secundário, viajou até à Costa Rica, onde encontrou a felicidade integrando o yoga em todos os aspetos da sua vida. Rachel tornou-se mundialmente famosa através do Instagramonde publica fotos de posturas de yoga em cenários paradisíacos.Também através dessa rede social, partilha pedaços da sua vida, conselhos e inspirações. Vive atualmente em Aruba, com o marido e os três cães.



Sapiens: História Breve da Humanidade de Yuval Noah Harari [VOGAIS]

SINOPSE

O fogo deu-nos poder. O boato ajudou-nos a saber cooperar. A agricultura aumentou o nosso apetite. A mitologia manteve a lei e a ordem. O dinheiro deu-nos algo em que confiar. As contradições geraram a cultura. A ciência fez-nos letais.

Sapiens: História Breve da Humanidade é uma obra fundamental que não se concentra apenas no passado, procurando também explicar os significados mais profundos e as implicações morais e existenciais dos acontecimentos humanos. Este livro apresenta toda a evolução da nossa civilização, desde a pré-História, passando pelos Descobridores e os primeiros colonos, as revoluções agrícola e industrial, e até aos desenvolvimentos científicos e tecnológicos das últimas décadas.

Recorrendo a ideias da paleontologia, antropologia e sociologia, o autor, Yuval Noah Harari, analisa os principais saltos evolutivos da humanidade, desde as espécies humanas que coexistiam na Idade da Pedra até às revoluções tecnológicas e políticas do século xxi — que nos transformaram em deuses, capazes de criar e de destruir.

Num registo acessível e entusiasmante, Sapiens: História Breve da Humanidade procura não só explicar o que aconteceu, e como aconteceu, mas também revelar o que sentiram os seres humanos durante os vários processos evolutivos — e perceber se somos hoje um ser mais feliz ou infeliz.

Sapiens: História Breve da Humanidade desafia o leitor a reconsiderar as explicações mais correntes sobre a História, enfrentando questões essenciais como: 

        Como conseguiu o homo sapiens conquistar a terra?
        O que aconteceu às outras espécies humanas?
        Quando surgiram o dinheiro, os estados e a religião, e porquê?
        O que levou o capitalismo e a ciência a tornarem-se as crenças dominantes da era moderna?
        Como crescem e caem os impérios?
        Como é possível que grupos minoritários dominem vastas populações?
        Por que motivo quase todas as sociedades acreditaram que as mulheres são inferiores aos homens?
        A História é justa?
        Será que o homo sapiens ainda existirá dentro de 100 anos?



Trata-se de uma obra desafiadora, desconcertante e inteligente — uma perspetiva única e original sobre a evolução da espécie humana e o impacto do homem no planeta. Sapiens: História Breve da Humanidade está já traduzido em 30 línguas, e chegou ao top dos livros mais vendidos (não-ficção) em países como Inglaterra e EUA.

Aqui estão disponíveis alguns dos artigos e entrevistas a Yuval Harari. Terrorismo, tecnologia, o futuro da humanidade, entre outros assuntos relevantes e contemporâneos, podem ser abordados em entrevista ao autor. E, não deixe de ler as dezenas de elogios da crítica e dos principais meios de comunicação internacionais, aqui.

SOBRE O AUTOR

Yuval Noah Harari é historiador, investigador e professor de História do Mundo na Universidade Hebraica de Jerusalém, considerada uma das melhores instituições de ensino em todo o mundo. Doutorado em História pela Universidade de Oxford, Harari tem-se dedicado ao estudo e ensino da história, encorajando os seus alunos a questionar os conhecimentos e ideias que têm por garantidos sobre a vida, o mundo e a humanidade.

Atualmente, a sua investigação incide sobre questões macro-históricas: Qual a relação entre a história e a biologia? Que diferenças essenciais distinguem o Homo sapiens dos outros animais? Existe justiça na história? As pessoas tornaram-se mais felizes à medida que a história avançou? Harari é duplo vencedor do Prémio Polonski para Criatividade e Originalidade nas Disciplinas de Humanidades, em 2009 e 2012. Publicou numerosos livros e artigos científicos. Sapiens: História Breve da Humanidade é bestseller internacional, publicado em mais de 30 línguas. Saiba mais sobre o autor: ynharari.com