Comandante Serralves - Despojos de Guerra

Já muitos afirmaram tê-lo visto, mas poucos o conhecem realmente. Quanta lenda haverá em cada uma destas histórias?

Cassandra Clare - Holly Black

4 de Novembro em Lisboa

Nacionalmente BOM 6- Ana C. Nunes

Delicias a não perder

Lançamento

25 de Outubro pelas 21:30 na Biblioteca Municipal da Moita

Pedro LTorres

um Romance Histório do autor Portugues, Pedro L. Torres.

sexta-feira, Outubro 24, 2014

Ana C. Nunes - Nacionalmente Bom 6.1

Ola Estrelinhas,

Vocês devem de se estar a perguntar o que é isto do 6.1, se não deveria ser o 7, passo a explicar... 6.1 porque é a continuação de obras da autora Ana C. Nunes, mas desta vez trata-se de Bandas Desenhadas.




Sonhos e Mudanças
uma BD curta que pode ser lida gratuitamente online (webcomic)

Sinopse:

Quando somos crianças temos aspirações e sonhos. Quando crescemos para ser adultos, esses sonhos tornam-se cada vez mais distantes.


Um Dia Alguém lhe Disse … 
uma BD curta, vencedora do 3º Prémio no Concurso de Banda Desenhada da BDteca - 4ª Mostra de BD de Odemira (2009)

Sinopse:

Arruinarmos a nossa vida é aceitável, mas quando passamos a estragar a vida dos outros ...

Much Too Late
uma BD publicada integralmente em inglês (brevemente também em português). Leitura gratuita

Sinopse:

Rute, uma mulher de 29 anos, passa os dias a sonhar acordada. Desiludida com o mundo, ela procura refúgio nas fantasias que ela própria criou, deixando passar oportunidades de ouro na sua vida real. Quando se der conta dos seus erros, poderá já ser tarde de mais.



Garnath e a Bola de Cristal
um BD que pode ser lida gratuitamente online (webcomic)

Sinopse:

Uma BD de 24 paginas, feita durante o 24 Hour Comics em 2010, e agora arte-finalizada tradicionalmente e colorida digitalmente, para que possam apreciar melhor.
Esta historia baseia-se (de certa forma) no meu romance "Alma" (mas não precisam lê-lo antes).




Lobo & Dragão
a ser publicado, neste momento, como webcomic (BD digital gratuita)

Sinopse:

Rie e Unkei são dois jovens nascidos de famílias rivais. Enquanto a família Ryusaki já esqueceu o passado, os Ookami continuam a guardar rancor e Rie foi ensinada desde muito nova a odiar Unkei. O seu ódio no entanto, foi canalizado para o combate e a competição em geral. Não raras vezes os dois entram em confrontos, e competem anualmente no campeonato de Artes Marcias, do qual Rie saiu vencedora no ano anterior. O campeonato aproxima-se este ano e Rie não pode esperar para vencer novamente. No entanto uma cadeia de eventos vai mudar a forma como ela vê e interage com todos à sua volta.

Em co-autoria


em co-autoria com Natacha Salgueiro (desenhos)

Publicada no Jornal Barcelos Popular, entre 2006 e 2007
Sinopse

Andreia é uma rapariga como tantas outras, se esquecermos o facto de que tem mais azar do que é aconselhável. Cansada da sua vida cheia de acidentes, Andreia decide sair de casa, Mas as coisas não correm como desejado e Andreia é raptada por Jason. Como é que ela se vai safar desta?



 em co-autoria com Rui Alex (desenhos)

Publicada na Zona Nippon 1. Pode ser lida gratuitamente.

Sinopse
 Misbah é uma criança! Um génio da lâmpada, certamente, mas não menos criança por isso. Daí que quando ele vê um sinal a dizer “Não Alimentem a Caveira”, o que ele decide fazer é exactamente o oposto.

Prazer Literário.... Só Para Alguns?

Boa Tarde Estrelinhas,

Hoje, enquanto "passeava" pelo Facebook, deparei-me com uma "discussão" interessante... Oh sim, eu achei ela muito interessante.

Passo a resumir:

Foi publicado recentemente num grupo, por um autor Português, o tema "Não querem Roubar os Autores, pois não?" E devo dizer que este assunto foi pano para mangas... No meio de tantos comentários houve destaque para (qualquer coisa dentro deste género), "Se o pobre não tem dinheiro para pão, não vai rouba-lo" Isto é, se os leitores não tem dinheiro para livros, não devem de os sacar ilegalmente. Por um lado, eu concordo, é ilegal, prejudica-se o autor/editoras, mas com isto as pessoas com necessidade prioritárias não podem ler? Seremos nós leitores culpados por as editoras venderem os livros tão caros? Quando ao fim de uns anos os livros passam a metade do preço ou mais?
Prosseguindo. Houve também quem referi-se... "que vá a biblioteca alugar" ora algo que me deixou arreganhar os dentes. Para quem sabe eu moro no campo... ir a biblioteca, não é o mesmo que ir aqui ao meu quintal. Para isso preciso de transporte...ou próprio ou publico, o que nem um..nem outro. Autocarros aqui só quando o Rei faz anos...e as vezes ele esquece-se. E outro ponto...as bibliotecas de Almada, Lisboa etc... estão, provavelmente, melhor fornecidas, do que a biblioteca da terrinha aqui ao lado. Ora bem...com poucas hipóteses o que me resta?
Mais a frente, alguém referiu como as editoras darem livros as bloggers... humm... sim há editoras que dão livros aos blogger, mas eu penso que este comentário foi algo do género... as editoras dão por volta de 10 livros por mês a mesma blogger... humm... não. As editoras, cedem um ou dois livros no máximo. Mas é mais do que óbvio que a editora não vai dar só os livros que nós ama-mos, e que seguimos de Autora X, os livros cedidos por estas, são para leitura e divulgação no blog. Ha quem ache que as editoras nem deveriam dar os ditos livros. Sério? E como é que vamos divulgar e comentar um livro se nós, blogger não os conhecermos? Como daremos uma opinião sobre o mesmo, se não o lemos?

Deixo-vos aqui o meu comentário.... (não irei fazer print dos restantes sobre esta discussão, pois para isso, teria de pedir autorização a todos...)



Vamos por partes:

  1. Eu como blogger, não recebo um cêntimo pelas divulgações, excepção de um livro ou dois... e nem sempre nem todos os meses, como muitos crêem.
  2. As divulgações são de obras de autores estrangeiros, não Portugueses, assim como as obras cedidas. Excepção de uma editora ou duas, que me ofereceram na altura que iniciei parceria, uma obra Portuguesa.
  3. Se, nós bloggers, que estamos desempregadas, mora-mos nos confins do mundo, não temos meios de comprar livros ou alugar livros. Como é suposto eu fazer?
  4. Mesmo quando divulgado um autor Português, a pedido deste, ou porque eu entrei em contacto, é feito de forma gratuita. Aqui não há notinhas a circular ou livros. 

Uma questão que achei interessante, foi esta. " O que ganha o autor quando vou a biblioteca alugar um livro (gratuito) e de sacar este?"

Sim, como referi, sacar livros é ilegal, mas.. quando eu voltei a ler de novo, eu sacava os livros em PT-BR, pois desconhecia alguns dos autores, e houve obras que eu AMEI e fui a correr comprar (época em que a minha galinha era gordinha), por tanto não vejo como isso prejudica. Alias, acredito seriamente que não sou a única que lê em Brasileiro ou Inglês e depois vai comprar os livros em Português. Eu tenho mais de 50 livros na minha Wishlist... porque? Porque os li numa versão brasileira, e que adorei e quero os meus livros em PORTUGUÊS. Mas isto..referindo-se a autores Internacionais.

Agora autores Portugueses? Eles poderiam fazer pequenos contos em ebook gratuito. Para os leitores o conhecerem e conhecerem a sua forma de escrever.  Para que quando tem uma nota guardada e for comprar aquele livro, saiba como o autor escreve, que sabe que vai comprar e vai gostar da maneira de fluir da historia, da escrita, do enredo. Não para que compre o livro a medo, ou que deixe esse livro na estante da livraria e leve um livro de um autor que ja conhece. Pois assim não vai correr o risco de não gostar.  Será que me faço entender?

Uma das coisas que me faz confusão é: As editoras dizem muitas vezes. Ah o livro X de autor internacional é caro,  porque ainda se tem de pagar aos tradutores e revisores e tudo mais... Ok e então os Portugueses é porque? Não precisam de tradutores, digo eu, do meu inocente ser. Não se ganharia mais se os livros fossem mais baratos? Eu por exemplo tenho 20€ com esses 20€ só posso comprar um livro.... mas..e se eu com esses 20€ poder comprar dois livros? mesmo que acrescente mais 2 ou 3 euros? E não ficamos só por aqui, os ebooks... porque é que eles são quase ao mesmo preço do livro? Não seria suposto ser mais barato? Poupa-se no papel, na tinta, os gastos normal de uma impressão...porque...é digital! Então porque é que há ebooks com diferença de 2 euros do preço do livro em formato papel?

Como é suposto, haver leitores em portugal, se as editoras/autores, não facilitam? 
Ou os pobres, como alguém disse naquele post do grupo, não tem direito a ler? É isso? O Prazer da leitura é só para os ricos? Porque se eu tiver de escolher entre um par de ténis para o meu filho, e um livro, eu escolho o par de Ténis. 
E no País em que vivemos, HÁ PESSOAS QUE TEM DE FAZER ESCOLHAS! HÁ pessoas que não tem bibliotecas a porta, e que podem também não tem amigos que emprestem livros, podem até nem ler.

Eu agradeço as minhas amigas, Vina e a Magda, por me emprestarem livros. Mas talvez nem todos tenham amigos que amem a leitura como nós.

É nós, POBRES (como foi-nos chamados naquela publicação do facebook) TEMOS DIREITO A LER SIM!

quarta-feira, Outubro 22, 2014

Doar Livros à Nossa Biblioteca - Biblioteca Municipal do Pinhal Novo

Boa Noite Estrelinhas,

Desculpem, desculpem e desculpem... Não é culpa minha, é da Vera. Ela e as coisinhas boas que mete no grupo e tudo mais e pronto...eu perco-me por lá na cusquice com as meninas e pronto...o dia passa e eu não publico nada!

Mas, trago uma boa noticia que a nossa querida Liliana, de certo vai gostar hehe



Então, como prometido, mas não concluído. Fui ontem de manhazinha a Biblioteca Municipal do Pinhal Novo (B.M.P.N). Onde falei com a Sra Bibliotecária e tirei as minhas duvidas.


Apresentei-me, como blogger e dei conhecimento desta iniciativa. Não como iniciativa minha claro, a ideia foi da blogger Liliana - Vamos Doar Livros à Nossa Biblioteca.

Mas indo ao que interessa,

A B.M.P.N, aceita com muito gosto as doações de livros a mesma, e agradece.
Perguntei sobre o estado dos livros. Calma, esta pergunta foi feita, não no sentido de doar livros rasgados ou riscados, mas por eles poderem pensar que seriam livros NOVOS.
Então esclareci, que alguns dos meus livros estão assinados por dentro, a Sra. Bibliotecária, informou-me que isso não seria problema algum, seria sim um pouquito mais complicado se os livros tivessem folhas rasgadas/soltas e capas consideravelmente danificada.
O que eu respondi de imediato que não. É apenas o meu nome lá dentro, visto que por vezes em empréstimos de livros há sempre quem diga, há não esse livro e meu...assim sendo o meu nome estaria lá e não poderia dizer tal mentira.

Resumindo, para as minhas seguidoras do blogue, se forem doar livros a Biblioteca Municipal do Pinhal Novo, os livros que forem dar, podem ir assinados. Terá de ser livros que estejam apresentáveis, não esquecendo que será livros que vão ser requisitados, por isso, livros danificados (rasgados ou com folhas soltas..) não será o aconselhável.

Agora terei de organizar uns quantos livros, ajeitar uma caixinha, e ver quando consigo ir de novo a Biblioteca.... talvez para a semana? Quem sabe...


Boas Leituras

segunda-feira, Outubro 20, 2014

Convite "A Imagem" de Joel G. Gomes


Boa Tarde Estrelinhas,

segue abaixo o convite para o lançamento do Romance "A Imagem" do autor, Joel G. Gomes.

25 de Outubro pelas 21:30 na Biblioteca Municipal da Moita




Um, Dó, Li, Tá... - M.J. Arlidge [TOPSELLER]

Autor: M. J .Arlidge
Titulo: Um, Dó, Li, Tá
336 pp 
18,99€


DOIS REFÉNS. UMA BALA. UMA DECISÃO TERRÍVEL. SACRIFICARIA A SUA VIDA PELA DE OUTRA PESSOA?

Uma jovem rapariga surge dos bosques após sobreviver a um rapto aterrador. Cada mórbido pormenor da sua história é verdadeiro, apesar de incrível. Dias mais tarde é descoberta outra vítima que sobreviveu a um rapto semelhante.
 
As investigações conduzem a um padrão: há alguém a raptar pares de pessoas que depois são encarcerados e confrontados com uma escolha terrível: matar para sobreviver, ou ser morto.
 
À medida que mais situações vão surgindo, a detetive encarregada deste caso, Helen Grace, percebe que a chave para capturar este monstro imparável está nos sobreviventes. Mas a não ser que descubra rapidamente o assassino, mais inocentes irão morrer…
 
Um jogo perigoso e mortal num romance de estreia arrebatador e de arrasar os nervos, que lembra filmes como Saw — Enigma Mortal e A Conspiração da Aranha.



«M. J. Arlidge vai ser tão grande como Jo Nesbø.» Judy Finnigan, apresentadora britânica de televisão

«M. J. Arlidge criou uma heroína genuinamente nova… não nos poupa a nenhum dos detalhes mais sombrios, tecendo-os numa teia que arrepia o leitor até aos ossos.» - Daily Mail

«Com uma orquestração majestosa e uma tensão brutal e cinematográfica, o romance de estreia de M. J. Arlidge agarra o leitor da primeira à última página.» - Crimetime

«Esta estreia tensa de ritmo alucinante é verdadeiramente excelente.» - The Sun

«Espantoso.» - Richard Madeley, apresentador britânico de televisão


M. J. Arlidge trabalha em televisão há 15 anos, tendo-se especializado em produções dramáticas de alta qualidade. Nos últimos 5 anos produziu um grande número de séries criminais passadas em horário nobre no Reino Unido. Encontra-se presentemente a escrever uma série policial para a BBC, além de estar a criar novas séries para canais de televisão britânicos e americanos.

sexta-feira, Outubro 17, 2014

ESPECIAL HALLOWEEN - Conto de Halloween: Dança da Noite

Boa noite Estrelinhas,

Hoje, esperei pela noite para vos apresentar um novo cantinho que irá estar por aqui no blogue. O Especial Halloween, Oh Nádia tem juízo...que raio tem de especial? Tem muito meus/minhas queridos/as estrelinhas.

Todos nós sabemos, que quando o halloween chega, há receitas (delicia), há mais passatempos ( focados em livros de terror), musicas, filmes etc.. etc.. mas... eu tive uma ideia, e sim, por vezes eu tenho disso. Umas vezes correm bem...outras...nem tanto.

Assim sendo escolhi, com a ajuda da Vera Neves do Blog Sinfonia dos Livros, umas quantas meninas com blogues, para as desafiar...

Oh Nádia, deixa-te disso e conta lá... desafiar? Em quê? Em criar contos de Halloween... Sim, isso mesmo, nós, bloggers que andamos por aqui, que apresentamos novidades, que damos as nossas opiniões, que apresentamos a vocês novos autores, vamos desta vez ser as autoras. E seremos nós a puxar pela cabecinha e escrever pequenos contos para os nossos leitores.



E quem são elas? 

Ora bem, eu desafiei 5 meninas, lindas e que fazem um trabalho maravilhoso (segue os links abaixo, dos seus blogues fofinhos), mas não será uma tarefa fácil, visto que trabalham e/ou estudam, e o tempo que tem disponível é pouquissimo, mas... mesmo assim acredito que assim que elas conseguirem respirar, irão criar um conto MARAVILHOSO de Halloween, seguem-se então as minhas "vitimas":
  1. Jaqueline Miguel, do Blog Histórias Fantásticas
  2. Titinha SCaeiro, do Blog Eu e os Meus Livros
  3. Ana Filipa Ferreira, do Blog Illusionary Pleasure
  4. Mafalda Férias, do Blog Algodão Doce para o Cérebro
  5. Vera Carregueira, do Blog Crónicas de uma Leitora

E para hoje já tenho um conto FANTÁSTICO! Da nossa lindissima Jaqueline... Ora espreitem aqui abaixo um pouquinho do conto.

Conto de Halloween: Dança da Noite 

[Ao Clicarem no titulo acima, serão redireccionados ao Blog da Jaqueline, onde encontrarão o conto completo]


A lua cheia brilhava e iluminava a cidade de forma misteriosa projectando luz e sombras de iguais dimensões. Uma figura moveu-se furtivamente na direcção da floresta e desapareceu por entre as árvores, olhando em volta para se assegurar de que não era seguida. Não reparou na pequena cabeça a espreitar pela janela de uma das casas.

                *-*

Melody era uma menina órfã de cinco anos e estava naquele momento a olhar pela janela.
Era dia de Halloween e todos tinham medo do que poderia andar pela calada da noite. Todos menos ela.
Já era quase meia-noite e todas as outras crianças do orfanato dormiam profundamente. Mas ela queria ver a lua. Adorava quando estava assim, branca, grande e brilhante. Tinham-lhe dito mais que uma vez: “Não queremos crianças de pé depois das 10h, ouviste Mel?”. Melody ouvira, mas a noite chamava por ela de forma irresistível.
Quando viu alguém a cruzar os limites da cidade e desaparecer nas sombras sentiu que tinha de ir também. Sem fazer barulho, saiu do orfanato. Mesmo descalça e em camisa de noite, dirigiu-se para a floresta com a segurança de alguém muito mais velho e experiente.
Assim que chegou ao início do bosque semicerrou os olhos e, mesmo assim, não conseguiu ver nada além das formas retorcidas das árvores. Qualquer outra criança hesitaria ou teria medo de avançar. Talvez voltasse para trás. Mas Melody não era como as outras crianças.
Ouviu um suave barulho de passos e tecido um pouco mais adiante e seguiu-o, com cuidado para não tropeçar nem fazer muito barulho a andar. Aqui e ali viam-se pequenos raios de lua que conseguiam penetrar entre as copas das árvores e atingir o chão iluminando um pouco o ambiente. Claro que não iluminava o suficiente para que Melody conseguisse distinguir claramente as formas da pessoa que seguia.
A pessoa parava muitas vezes para olhar em volta e cheirava o ar. Cheirava? Melody ficou confusa com o que a pessoa fazia de nariz para cima. Fez o mesmo e não via nada que merecesse toda aquela atenção. Também não sentia qualquer tipo de cheiro, nem ouvia nenhum som.
A uma dada altura, ao fim daquilo que pareceu uma hora para a Melody, a figura sinistra parou e virou-se na sua direção.
- Eu sei que estás aí! – Disse com uma voz firme. Era uma mulher.


.....




quinta-feira, Outubro 16, 2014

Magisterium - A Prova do Ferro - Cassandra Clare e Holly Black

Boa Noite Estrelinhas

Segundo a Página do Facebook da Editorial Planeta Portugal.

Cassandra Clare e Holly Black estarão em Lisboa no dia 4 de Novembro, para o lançamento do 1.º livro da série Magisterium «A Prova do Ferro».



E a Editorial Planeta deixa o convite:


"Um momento único para os fãs conhecerem ao vivo estas duas autoras mundialmente reconhecidas que vão apresentar aos leitores portugueses a sua nova série na Associação Comercial de Lisboa - Câmara de Comércio de Lisboa, pelas 18.30h.
Estão todos convidados!"